O Governo de Bolsonaro disse que sobram trabalhadores e trabalhadoras da DATAPREV pela “Crescente e inevitável digitalização e modernização das ferramentas tecnológicas que trouxeram nos últimos anos uma nova lógica de funcionamento e organização das atividades produtivas da DATAPREV”. A solução que eles encontram é deixar na rua a centos de trabalhadores e trabalhadoras, e ainda a centos de famílias que sofrerão o desemprego e todas as consequências sociais que isto implica. A isso chamam de “Programa de adequação de quadro”, uma forma cínica de chamar as demissões em massa dos e das trabalhadoras da DATAPREV.

O argumento que usa o Governo é que as Unidades Regionais perderam “eficiência” já que as tarefas que ali se desenvolviam foram substituídas por ferramentas tecnológicas. O que não dizem é porque não fazem um “Programa de Refuncionalização das Unidades Regionais” ou em todo caso, um “Programa de realocação” dos e das trabalhadoras a outras áreas do Estado.

De nenhuma maneira é aceitável que a solução seja desempregar a centos de companheiros e companheiras. A solução, uma vez mais, é lutar e resistir a este novo ataque do Bolsonaro. Coordenar ações de luta nacional e convocar a diferentes setores sindicais e políticos a apoiar em solidariedade aos e as trabalhadoras da DATAPREV.

É POSSÍVEL GANHAR, DEMISSÕES DATAPREV: NÃO PASSARÃO!!

Alternativa Socialista – Corrente Interna do PSOL


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *