Iniciou hoje, 8, a Greve dos trabalhadores rodoviários de Fortaleza, Ceará. Com muita garra, a categoria que já estava em Estado de Greve desde o dia 29 de maio, decidiu cruzar de vez os braços em defesa da vida e dos direitos.

Em resposta, a patronal em conluio com o governo tenta a todo custo desmobilizar a categoria: colocou a tropa de choque da PM em frente a sede do SINTRO, sindicato dos rodoviários municipais, e chegou a prender um motorista. No dia anterior, 7, o TRT determinou a garantia de pelo menos 70% de circulação da frota. A imprensa, pra não perder tempo, como sempre tenta jogar a população contra os rodoviários.

A categoria reivindica de forma legítima a vacinação – já são 20 rodoviários mortos pela Covid-19 -, reajuste salarial de 2020 e 2021, reajuste na cesta básica, retorno da antiga operadora do plano de saúde e fim da dupla função.

Nós, da Alternativa Socialista/PSOL, compreendemos que é obrigação o apoio incondicional a greve dos rodoviários e o repúdio total a repressão contra a categoria. A culpa é da patronal que enche os bolsos de dinheiro e do governo que garante os lucros destes. Enquanto isso, os trabalhadores se arriscam no trânsito em ônibus lotados e morrendo pela Covid-19.

  • Lutar não é crime!
  • Vacina urgente para a categoria! Vacina para todes e liberação das patentes!
  • Por um serviço de transporte 100% público, estatal e controlado pelos trabalhadores e usuários!

Vídeos da PM em frente a sede do SINTRO em Fortaleza: