Debate sobre Putin e o imperialismo russo

A guerra na Ucrânia revelou novos debates. A necessidade de enfrentar a estratégia expansionista dos EUA e da OTAN é um fato evidente. Ao mesmo tempo, por si só, não é suficiente para compreender o que está acontecendo na Ucrânia e no Leste Europeu. Menos ainda para entender a dinâmica da Rússia e o motivo deste país não ser de um campo progressista, mas sim outra potência imperialista em ascensão, neste momento invadindo a Ucrânia e atacando sua população. Abordaremos este debate.

Ler mais

De imperialismo não, de nacional-trotskismo, sim, e outras questões

Quase a única coincidência, bastante óbvia, com o PO sobre a situação na Ucrânia é que se trata de um processo que divide águas na esquerda mundial. A partir daí, temos visões diferentes sobre a natureza do conflito, o caráter da Rússia e a política dos socialistas revolucionários para a região. De nosso lado, polemizamos, a partir da elaboração internacional da LIS, pela presença na Ucrânia de dirigentes operários de sindicatos independentes e da Liga Socialista Ucraniana.

Ler mais

Invasão Russa à Ucrânia: Atilio Borón e o campismo canalha

Desde 27 de janeiro, o sociólogo argentino Atilio Borón, atual teórico do Partido Comunista Argentino, integrante da Frente de Todos, escreveu quatro artigos sobre a crise causada pela ameaça e invasão da Ucrânia pela Rússia. Em todos se colocou, sem hesitação, do lado russo na “tragédia” da Ucrânia

Ler mais

Solidariedade ao povo cazaque

Nos primeiros dias de janeiro, uma nova rebelião comoveu o mundo. Os trabalhadores e o povo do Cazaquistão insurgiram. O impulso foi o aumento do gás. Décadas de necessidades sociais e a falta de liberdades democráticas acabaram se expressando furiosamente. O governo teve que recuar com o aumento e implementar uma repressão brutal. Os trabalhadores e jovens que estavam na primeira linha precisam da mais ampla solidariedade internacional.

Ler mais