O frustrado sonho golpista isolou e debilitou Bolsonaro


Nos últimos dias assistimos a mais um pico da crise crônica do governo Bolsonaro. A pandemia entrou num completo descontrole, com recordes dia após dia de mortes pela Covid-19, colocando o Brasil no topo mundial. A economia está numa via sem saída com um orçamento “inexequível” para 2021, aprofundando os atritos entre a direita tradicional e Paulo Guedes na briga pelo controle do caixa debilitado de um país que já foi a 8ª economia do mundo. Há poucas semanas, mais de 1.500 empresários e economistas publicaram uma carta aberta contra o governo federal, avançando no distanciamento de um setor que até ontem era aliado do presidente.


Posted On :

8 vidas perdidas a cada 5 minutos. Greve Geral por nossas vidas, já!


A tragédia anunciada bate recorde dia após dia. A média de mortes e as mortes a cada 24 horas provocadas pela Covid-19 só crescem em ritmo acelerado. A variante brasileira P1, já é predominante no Brasil. Provoca um nível descontrolado de contágio e eleva o nível de mortandade, afetando a população etária mais jovem e com a média de tempo de internação maior, lotando assim os leitos. Doze dias seguidos com a média de mortes batendo recordes, além de 49 dias com esta acima das 1.000 mortes diárias.


Posted On :
Category:

Os limites do impeachment e a luta pelo Fora Bolsonaro e Mourão


O Fora Bolsonaro ganha novo fôlego. O agravamento da pandemia com milhares de vidas perdidas (mais de 230 mil até então), a política antivacina do governo, a nova variante do coronavírus ganhando espaço no país, o desemprego oficial em mais de 14 milhões, o fim do auxílio emergencial, as mais de 60 milhões de pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza e os ataques aos direitos democráticos reabrem o espaço de luta contra o governo. Ao mesmo tempo, deixam as mobilizações em uma encruzilhada.


Posted On :
Category:

Eleições da Câmara: o PSOL deve lançar candidatura própria


EDITORIAL

Está marcado para o início de fevereiro as eleições para a presidência da Câmara dos Deputados e do Senado. Desde o fim do ano passado, parte da vanguarda debate qual posição a esquerda deve tomar. Na Câmara, disputam até o momento Baleia Rossi (MDB), apoiado por Rodrigo Maia, e Arthur Lira (PP), apoiado por Bolsonaro.


Posted On :
Category:

Brasil: primeiro balanço das Eleições Municipais


Domingo, 15, foi marcado pela eleição de prefeitos e vereadores na quase totalidade dos municípios do Brasil. Queda de parte significativa dos filhos legítimos de Bolsonaro e derrota do seu projeto político nacional, ampliação eleitoral do PSOL e vitória da Direita e Centro-direita com a ausência de uma alternativa de esquerda ao governo. Traremos aqui um primeiro balanço.


Posted On :

Eleições municipais: Vote PSOL 50 e lute com a Esquerda Radical


Há, pelo menos, dois fatores gerais que podem definir as eleições municipais deste ano como atípica. O Brasil e o mundo foi assolado por um cenário pandêmico não visto há um século, com milhares de pessoas mortas e milhões de contaminados no país. Outro fator importante, como extensão de 2018, é a apresentação pública de candidaturas da extrema-direita nas eleições. Tudo isso, e muito mais, no momento de uma crise sem horizonte de solução.


Posted On :
Category:

Brigada da LIS e Alternativa Socialista na campanha de Silvia Letícia, da Luta Socialista (PSOL)


No dia 15 de novembro, serão eleitos Prefeitos e Vereadores em todo o Brasil. As eleições municipais deste ano representam uma grande oportunidade para desferir um golpe contra o governo Bolsonaro e o grupo de ultradireita que há 2 anos celebrava vitórias eleitorais, mas hoje encontram-se em declínio. Em Belém do Pará, o PSOL apresenta Edmilson Rodrigues para prefeito e Silvia Letícia para vereadora, um grande espaço da esquerda se expressa contra anos de políticas impopulares.


Posted On :