A Alternativa Socialista é uma organização revolucionária, socialista, feminista e internacionalista, fundada em 2018, com o objetivo de agrupar todas e todos aqueles que estejam dispostos a empreende ruma luta sem tréguas contra este sistema injusto e podre. Em que pese seu pouco tempo de existência, a AS se referência na longa tradição do marxismo científico e revolucionário, e mais especificamente, no legado teórico e político de revolucionários como Vladimir Lenin, León Trotsky, e Nahuel Moreno, esse último sem dúvida, o mais importante dirigente trotskista da América Latina até os nossos dias.

  Nascemos para nos constituir enquanto vanguarda das lutas políticas e sociais dxs trabalhadorxs, das juventudes e dos movimentos populares, debatendo, formando e organizando, junto com o conjunto da militância socialista, na intenção de forjar militantes profissionais, no dia-dia da luta de classes. Ao mesmo tempo, temos certeza de que não somos xs únicxs revolucionárixs no país, e por isso, estamos dispostos a lutar ombro a ombro com todas e todos aquelas e aqueles que compartilhem desse ideal.

  Surgimos em um período de grandes lutas, mas também de grandes desafios. A eleição de Bolsonaro, um presidente de extrema-direita no Brasil, que pretende implementar uma série de ataques à classe trabalhadora, jamais vistos na história recente do país de maneira tão descarada, e com um discurso que ameaça os direitos básicos de diversos grupos sociais como as mulheres, negras e negros, populações indígenas e LGBTs, sem dúvida nenhuma nos coloca diante de uma tarefa de repercussão não apenas nacional, mas continental, e quiçá mundial. A derrota de um governo como esse, pelas mãos das trabalhadoras e dos trabalhadores, pode representar um importante ponto de inflexão na luta de classes no próximo período.

  Assim como nós, companheiras e companheiros de outros países da América Latina também têm enfrentado governos repressivos e mesmo autoritários, a serviço da administração do Estado capitalista em favor das classes dominantes, seja na Nicarágua de Daniel Ortega e Rosário Murillo, na Venezuela de Nicolás Maduro ou na Argentina de Maurício Macri, e têm dado exemplo de luta e resistência. Pensando na necessidade de estabelecer um contato permanente entre as e os revolucionários de como de países da América Latina e Europa, decidimos contribuir para a formação de uma nova corrente internacional, a Anticapitalistas em Rede, que mesmo fundada em maio de 2018, em pouco tempo de existência, avançou de maneira animadora.

Em maio de 2019, durante Conferência Aberta realizada em Barcelona, e com a aproximação e construção conjunta com organizações da Ásia e Oriente Médio, a corrente Anticapitalistas em Rede foi dissolvida, dando lugar para a fundação da Liga Internacional Socialista (LIS-ISL / International Socialist League). A Conferência de fundação da LIS foi realizada com a presença de mais de 20 organizações e partidos de 4 continentes.

 Fazemos um chamado a você para que venha nos ajudar a construir essa importante ferramenta de luta e de transformação. Nós compreendemos que este sistema não tem nada mais a nos oferecer a não ser mais miséria, exploração e injustiça, e por isso acreditamos que se faz urgente construir uma outra alternativa, uma Alternativa Socialista, para que o poder deixe as mãos de uma minoria e para que assumam o controle a classe trabalhadora e a sua juventude, em toda sua diversidade.  Somos trabalhadorxs, estudantes, desempregadxs, que acreditam na construção de uma nova organização anticapitalista, ecossocialista, feminista, internacionalista e revolucionária.


Alternativa Socialista
Liga Internacional Socialista – Brasil